Virtudes boas, Desejos maus!

“Pretendes fazer da confiança uma transgressão?" Dom João á Borracho, em Muito Barulho por Nada (William Shakespeare)

O ser humano, é o ser mais complexo existente tanto no mundo espiritual quanto no mundo natural, possuímos tanto virtudes, como desejos maus.

Na frase de Shakespeare citada acima, vemos a trama entre dois personagens que usariam da confiança para exercer sua maldade.

As virtudes são como um instrumento depende de quem a está manejando! Muitas vezes existem pessoas cheias de virtudes mas o seu coração é mau que acaba transformando a virtude numa arma contra a própria humanidade.

Como a confiança depositada em uma pessoa, a que depositou, mostrou uma virtude de confiar no próximo, e o que a recebeu se aproveitou para usar dela para seus benefícios maléficos!

Em outros casos pessoas com boa oratória, em vez de utilizá-la para ajudar o próximo usa-a para enganar o próximo.

É preferível ter poucas virtudes e bons desejos, do que possuir muitas e não saber como usá-las!

O que torna-nos pessoas bem sucedidas não são as muitas virtudes, e sim se aplicamos para o bem!

Anderson Menger

andermenger@ig.com.br

3 comentários:

  1. Concordo com suas palavras... quantas virtudes são dadas por Deus e o homem as utilizam para fins maleficos... acredito que saber ser gentil e amigavel com os outros é algo muito maior do que ter grandes virtudes e não sabe usa-las de maneira que auxilie o proximo... Gosto mto do seu blog... sempre estou aqui olhando suas postagens...kkk Paz e bem!

    ResponderExcluir
  2. Olá, olá!
    Tdo bom?
    Obrigada por seguir meu blog!!!!!!!!!
    E parabens pelo seu blog, é muiiito legal!
    =D
    Fique com Deus! Ate mais!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

INSTAGRAM FEED

@AndersonMenger