#Fakesdoamor

#Fakesdoamor

O que é isso?

Fakes do amor será uma série de postagens que farei aqui no blog, tratando os diversos tipos de falso amor que existe. E se tornarão um e-book no final da série.

O amor muitas vezes é confundido com outros diversos sentimentos, e ainda mais o amor é atribuído a coisas que nem parecidas com ele são; por isso estaremos juntos aqui, escrevendo e lendo, sobre estes fakes do amor.

Você pode participar mandando sua sugestão via twitter, com a tag #fakesdoamor e/ou também via e-mail – andermenger@ig.com.br .

Estou esperando sua participação!

Anderson Menger

15 comentários:

  1. tu vai definir o que é amor agora?!

    ResponderExcluir
  2. Caro anônimo, uma coisa, eu sei que o amor não pode ser definido em meras palavras, mas com as palavras posso dizer o que não é amor!

    O amor não é anônimo!

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Definindo o que não é o amor então quer dizer que você sabe o que é o amor?
    Eu acho que você está definindo o que não é o amor pra PRA VOCÊ.

    Acho que tudo é questão de opinião e de pontos de vistas principalmente sentimentos, o amor então como você mesmo disse não pode ser definido em poucas palavras, logo acredito que também o que não é amor não pode ser definido, o que é pra você não pode ser pros outros, acho que não existe AMOR FALSO ou é AMOR ou não é...

    ResponderExcluir
  4. Caro Anderson, boa tarde:
    Será uma tarefa difícil. Conceituar amor é algo tão subjetivo quanto o vácuo entre as estrelas.
    Eu penso no amor que descreve Padre Antônio Vieira, no Sermão do Mandato. Algo desinteressado, algo sublime, um sofrimento sereno.
    Mas, também existe o banquete, se não me falha a memória, onde sócrates discursa sobre o amor.
    Existe o amor ardente ... caliente ... é realmente uma tarefa hercúlea.
    Espero que consiga seu intento.
    Abraços,
    Joandre

    ResponderExcluir
  5. Fala Galera...

    Amor é Atitude... é um verbo e não sentimentos...

    Baseado nisto... dá pra entender o que não é amor!

    ResponderExcluir
  6. amor é um assunto muito confuso !! realmente prefiro não comentar .. kkkkkkk.. que ate hoje eu tento tento entender o que me faz gosta tanto de uma pessoa por 5 anos.. deve ser loucura !!! kkkkkk

    ResponderExcluir
  7. O amor é paciente, é benigno, o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemete, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal, não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais acaba.
    I Coríntios 13:4-8a
    Tudo que for contrário a isso é Falso!

    ResponderExcluir
  8. Boa noite Anderson!

    Essa série promete! Muito interessante o seu tema, ainda mais na evolução que o homem está caminhando. É tanto interesse, egoísmo, individualismo que falta o principal: o amor.

    Obrigada por seguir o BRAILLE DA ALMA.

    Sigo-te!

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  9. O amor é fidelidade, é tomar uma decisão e permanecer nela custe o que custar! é sacrificio! ( by Loreti )

    ResponderExcluir
  10. kelly duarte22/9/10 12:58

    O amor é uma decisão,e não um sentimento,por isso que Deus mandou amar uns aos outros,É O MAOIR DOS DONS
    Se fosse sentimento não teria mandado.Se fosse sentimento não perdoariamos os nossos inimigos.Eu decido amar ou não.

    ResponderExcluir
  11. Olá André... A correria tah grande e já tem um tempinho q estou sumida da blogsfera. Mas sempre q posso passo aquui no seu blog... Essa série promete... vamos interagir..
    Abração

    ResponderExcluir
  12. Acho que a questão não é definir o amor, como alguns apontaram.
    É simplesmente uma série de atitudes e pensamentos que te fazem acreditar que você sente uma coisa, e a gente se confunde nisso, várias vezes.
    E o que diferencia - e muito - o amor de outros sentimentos, é que ele é incondicional, e as pessoas acabam se esquecendo desse detalhe.
    Vou acompanhar.

    Bom trabalho!

    ResponderExcluir
  13. Muito bom o seu tema...
    Vai lá minha definição...
    Para mim o AMOR não tem família, não tem amigos, não tem local, não tem religião, não tem time, não tem casa, não tem nada....
    Pois o AMOR é TUDO; e o único, em Terra, que sentiu plenamente, foi JESUS CRISTO.
    A lição ELE nos deixou, mas teimamos em confundir o AMOR com orgulho (que é a raiz de todos os males).

    Abraços...

    ResponderExcluir
  14. amor
    sentimento tão puro e sublime
    mas se confunde com gostar, ou até outro sentimento paixão
    dura tarefa de definir o amor

    ResponderExcluir

INSTAGRAM FEED

@AndersonMenger