Não quero um best-seller [Aprendiz de escritor #3]



Não quero escrever um best-seller. Quero apenas escrever, por necessidade, não atrás de um sucesso. Claro que o desejo de quem escreve é ter pessoas que lêem seus escritos, mas também quero escrever para mim.


Hoje li um artigo que dava alguns conselhos para tornar seu livro em um best-seller. Na realidade sugeriu alguns conselhos para transformar seu livro em um grande sucesso.


Primeiramente sugeria que devemos escrever um romance como o mercado quer; mas o meu romance não quer saber da opinião do mercado, na realidade ele nem me disse nada sobre isso, perguntei a ele, e ele ficou quieto, percebi então que estava me deixando tomar a decisão de como o usaria.


Também dizia que deveríamos usar na trama um mundo estranho e excêntrico, mas existe um mundo mais estranho e excêntrico como o nosso? Existem seres no universo mais complexas que nós? Parafraseando C. S. Lewis: ' Tomara que o homem não se espalhe para o resto do universo, senão traria a destruição para o tal'. Quero relatar a vida nesse planeta chamado terra. Mas quem sabe um dia não escrevo sobre o lindo planeta Júpiter?


E ainda o artigo usava um termo que concordo sorte, para você ter seu livro na lista de best-sellers você precisa de sorte; e é por isso mesmo que nunca iria escrever tentando ser um escritor de best-sellers, nem para rifa de escola infantil tenho sorte, imagina para tornar um livro meu em best-seller, seria como ganhar na loteria.


Então quero escrever sem me preocupar se o mercado editorial vai gostar do que escrevo, ou vai detestar minhas idéias malucas colocadas em um texto. Quero escrever sem precisar me preocupar com a lucratividade que as palavras podem me trazer.


Quero escrever por paixão, por necessidade e por obrigação de partilhar as idéias, os sentimentos e as loucuras da minha mente. Convido a você a escrever, e com toda certeza aqui sempre terás um leitor ávido, por textos escritos atrás das cortinas do anonimato.


Anderson Menger

_________________________________________
[Aprendiz de Escritor] Nessa coluna, escrevo sobre a minha luta para escrever, aqui você acompanhará: pensamentos, frustrações, dilemas, exercícios e outras diversas coisas sobre a minha 'arte' de tentar escrever.

4 comentários:

  1. Esquece o best-seller. Escreva com qualidade, pois a mesma não dá a minima para o lucro e o sucesso. É certo que o reconhecimento não é nada mau, mas quantos foram só reconhecidos após a morte?! De fato, alguns dos menhores.

    ResponderExcluir
  2. Tbm concordo com vc.O importante é vc fazer o que ama,sem se importar com o que as oustras pessoas vão achar.Se isso é o que te faz feliz faça,por que esta será sua marca,um escritor que diz o que pensa e não o que os outros querem ler!
    Sorte...Já ganhou mais uma leitora!8D
    Amo ler suas mensagens e pensamento...são muito sinceros e verdadeiros.
    Deus abençoe!!!

    ResponderExcluir
  3. É! O ser humano tem uma mania um tanto estranha de querer separar as pessoas e colocá-las em balaios com etiquetas coladas e nelas toda informação que se puder formar sobre tais grupos. O bom mesmo é poder causar algo nas cabeças que as façam pensar, sem criar pré conceitos que separem umas das outras. Quando pensamos o mundo está em movimento. E para tanto, precisamos colher as informações nesses campos maravilhosos de leitura, música, cinema, teatro, e por aí vai. Meus amigos, continuemos em movimento!

    ResponderExcluir
  4. Realmente, eu também andei lendo alguns conselhos, mas eles não se encaixam no meu jeito de escrever. Eu estaria me dedicando á algo que não me satisfaz.
    Meu primeiro livro foi escrito as escondidas, num tipo de desabafo e foi assim que ele surgiu. Isso me mostra coisas em mim que eu não conhecia, como coragem. Está longe de ser um best seller, mas meu objetivo principal tem sido atingido todos os dias quando percebo a diferença que escrever fez em minha vida.
    Concordo com Anderson Menger.

    ResponderExcluir

INSTAGRAM FEED

@AndersonMenger