Todo começo é pequeno...


E o fim não precisa ser grande!


Hoje todos buscam o sucesso, que acreditam ser sinônimos de fama e riqueza. Todos querem estar por cima, não se importando se vão passar por cima de alguém.

O desejo de ser grande, supremo, acompanha o homem desde seus primeiros dias aqui nessa terra, quando preferiu deixar a simplicidade da vida, por querer saber mais que Deus, ou saber a mesma coisa que Ele sabia.

Há uma doença que nos acompanha, que nos torna insatisfeitos, mesmo tendo tudo aquilo que poderíamos querer. Não conheço um nome especifico para tal, mas sei do seu potencial; tem destruído famílias, homens e mulheres de todas as idades e de todas as nacionalidades.

Quanto mais temos, mais queremos. Se alguém possui mais que nós ou a invejamos ou a idolatramos, tentando traçar nossos planos para chegar o mais próximo de onde essa pessoa está. Vemos se ela seguiu alguma formula, e tentamos copiar.

A inconformação que era para ser um sentimento benéfico se torna algo depreciativo para o homem. Porque não consegue alcançar o sucesso, o estereótipo da beleza e da vida de sucessos, a inconformação gera a auto-depreciação e com ela vem a depressão.

Então do que precisamos?

Apenas de simplicidade.
Ser simples é estar satisfeito com o que tem, não quer dizer que você não possa desejar melhorar sua vida, mas tem que fazer isso saudavelmente. A simplicidade nos leva a descobrir o verdadeiro valor da vida.

Você não precisa de tanto para viver como imagina!

Anderson Menger

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. deivison henrique teixeira4/10/11 08:37

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

INSTAGRAM FEED

@AndersonMenger