Fazer aniversário é como usar...


Fazer aniversário é como usar aquela roupa, que você mais gosta, todos os dias. Quanto mais você usa mais ela se gasta e desgasta, mas continua sendo a sua roupa favorita e melhor ainda, parece que agora ela se adapta melhor ao seu corpo. Ela já esteve com você em tantos momentos tanto os alegres como aqueles que você nunca gostaria de ter passado.

Vendo os anos que passaram chego a uma conclusão: ganhei muitas coisas. Ganhei alguns quilos, ganhei novos amigos, estou ganhando algo que pensei que tinha - estou amadurecendo, os anos que passaram me deram oportunidade de escolher ser um homem de honra, e cada dia que passa tenho visto que honra é algo que semeamos; as amizades que tinha se tornaram mais profundas, esses anos me ensinaram a ser mais tolerante com os outros e mais exigente comigo e não ao contrário, compreendi que a tal almejada espiritualidade é algo bem mais simples de ser alcançada, porque todo aquele que busca encontra, e a cada dia tenho encontrado mais.

Os anos me ensinaram a ouvir conselhos, amar conversar com todos, e desejar por conhecer a história de cada pessoa e a ‘sugar’ a experiência dos mais velhos. Aprendi que é melhor serem dois do que um; vivo aprendendo a amar a mesma mulher todos os dias, aquela que me cativou; aquela que foi, é e sempre será minha melhor amiga. Quando ela entrou na minha vida, eu apenas era mais um, um nerd, um quadrado, um sem noção, um tolo a beira do caminho. Agora eu sou, sou um homem, feliz, tolerante e tolerável, caminhando, porque dois no caminho vão bem mais longe. O segundo maior milagre na minha vida foi feito por essa que me ‘salvou’.

Nesses também perdi muitas coisas, a começar pelos maus hábitos, que são e foram difíceis de desfazer, como também é difícil de se desfazer daquelas roupas velhas que guardamos no fundo de nossos roupeiros, perdi alguns que se chamavam ‘amigos’, perdi e estou perdendo algumas centenas de fios de cabelo, perdi tantas coisas que já até esqueci que um dia eu já as possuí, mas os anos tem me ensinado a conviver com as perdas, a saber que cada perda poderá me ensinar algo.

Aqui nesse dia, que visto novamente a roupa da vida, aquela que me fez passar por tantas coisas e sei que me fará passar por tantas outras, estou alegre, porque sei que a alegria do Senhor têm sido e sempre será a minha força.

Meu agradecimento aqueles que posso chamar de amigos, que me veem todos os dias com essa mesma roupa e me acham bonito (rsrsrs), aos meus pais, sogros, irmãs e cunhados, obrigado.

A Stéfanie que tem sido a alegria dos meus dias, obrigado ‘gatinha’!

Anderson, não mais 23, mas sim 24 anos usando a mesma roupa com alegria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

INSTAGRAM FEED

@AndersonMenger