Liberdade de Expressão




Sinto-me limitado, minha expressão não pode ser plena, e o que mais restringe a minha liberdade é a minha consciência. Muitos usam a sua liberdade de expressão para simplesmente aliviarem os seus pensamentos, e numa hemorragia verbal, acabam colocando para fora tudo aquilo que pensam. Mas esquecem que nem tudo que pensamos ser correto para nós assim o é para outros.

Expressar-se é um dos direitos que alcançamos, e ninguém pode nos limitar a isso; mas nem tudo que é de direito é o correto. Nós podemos nos expressar, mas a liberdade má utilizada se torna libertinagem, a liberdade não é tão livre quanto à libertinagem, porque se há algo que limita a liberdade esse algo é o amor. Mas na libertinagem não existem limites, porque o interesse não é na comunidade e sim na individualidade.

O que me limita é o amor, e pelo amor não falo tudo que penso, não escrevo sobre aquilo que tenho razão, não confronto aquilo que está errado; por que poderia falar demais, poderia usar adjetivos grotescos, e confrontar para quebrar e não restaurar. Tudo isso não faço porque minha liberdade é limitada, porque o amor dominou a minha consciência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

INSTAGRAM FEED

@AndersonMenger