Ódio




Como já dizia Guimarães Rosa:

"Viver para odiar uma pessoa é o mesmo que passar uma vida inteira dedicado à ela".

O ódio nos leva a prisão, quando sentimos, alimentamos e manifestamos o ódio, estamos dedicando a pessoa a nossa vida. Porque ninguém consegue odiar alguém e continuar odiando sem pensar na pessoa a qual nutre esse sentimento venenoso.

Além do ódio, só o amor é tão poderoso, capaz de prender uma vida a outra!

O ódio surge só entre aqueles que se conhecem, não há como odiar alguém que não se conheça.

Ele surge de uma decepção, ou de algo que nos fere, começa como uma mágoa que ao não ser tratada se torna o veneno da alma.

O pior que o ódio quando se enraíza no coração, mesmo que seja apenas nutrido há um individuo, revela a todos a frieza daquele coração.

O amor, a paixão enraizada é fogo para nossa alma, aquece o coração; o ódio é uma nevasca que sufoca e congela a alma.

Para vencer o ódio, só o amor. Mesmo sendo opostos, o amor sempre vence. 

Porque amar é uma decisão que descongela a alma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

INSTAGRAM FEED

@AndersonMenger