O Incomparável Cristo

Jesus Cristo, Senhor, fé, livro, john Sott

Em todo mundo pessoas se reúnem com um propósito, elas adoram Jesus Cristo. Por quê? Estas grandes citações foram tiradas do livro "O Incomparável Cristo") nos diz:

Mais de mil e novecentos anos atrás, havia um homem nascido contrário às leis da vida. Este homem viveu na pobreza e foi criado na obscuridade. Ele não viajou extensivamente. Só uma vez ele atravessar a fronteira do país em que vivia; que foi durante o seu exílio na infância. 
Ele possuía nem riqueza nem influência. Seus parentes foram discreto e não tinha nem treinamento nem educação formal.
Na infância Ele assustou um rei; na infância Ele intrigou os médicos; quando adulto Ele governou o curso da natureza, andou sobre as ondas como pavimento, e silenciou o mar para dormir.
Ele curou as multidões sem medicamentos e não fez nenhum custo para o Seu serviço.
Ele nunca escreveu um livro, e ainda, talvez, todas as bibliotecas do mundo não poderia conter os livros que foram escritos sobre ele.
Ele nunca escreveu uma canção, e ainda Ele forneceu o tema para mais músicas do que todos os compositores combinados.
Nunca fundou uma faculdade, mas todas as escolas juntas não pode se vangloriar de ter tantos alunos.
Ele nunca empacotado um exército, nem elaborou um soldado, nem disparou uma arma; e ainda nenhum líder já teve mais voluntários que, sob suas ordens, feitas mais rebeldes empilhar armas e rendição sem um tiro disparado.
Ele nunca praticou a psiquiatria, e ainda Ele curou corações mais quebrados do que todos os médicos longe e de perto.
Uma vez a cada semana multidões se reúnem em assembleias adorando para prestar homenagem e respeito a Ele.
Os nomes do passado, estadistas orgulhosos da Grécia e Roma têm ido e vindo. Os nomes dos últimos cientistas, filósofos e teólogos têm ido e vindo. Mas o nome deste homem multiplica mais e mais. Embora o tempo se espalhou mil e novecentos anos entre os homens desta geração, e os escarnecedores na Sua crucificação, Ele ainda vive. Seus inimigos não poderia destruí-Lo, e o túmulo não podia segurá-lo.
Ele fica para trás no mais alto pináculo da glória celestial, proclamado de Deus, reconhecido pelos anjos, adorado pelos santos e temido pelos demônios, como o ressuscitado, Cristo pessoal, nosso Senhor e Salvador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

INSTAGRAM FEED

@AndersonMenger